Medidas utilizadas pelo governo para o combate dos focos
epidemia-de-dengue.jpg
Governo%20de%20Minas%20lan%C3%A7a%20Programa%20de%20Controle%20Permanente%20da%20Dengue%281%29.jpg

Rio de Janeiro

Após a reunião de emergência convocada pelo governador Sérgio Cabral, o secretário estadual de Governo, Wilson Carlos Carvalho, anunciou um pacote de novas medidas intersetoriais de combate à dengue. Entre as medidas estão o uso das 1.600 escolas da rede estadual em campanhas educacionais para que pais, alunos, professores e funcionários combatam focos de dengue no entorno das unidades e campanhas educacionais nas estações de trem, metrô, barcas e terminais rodoviários.

O secretários e representantes de vários órgãos do governo se reúnem novamente no Maracanazinho para analisar as medidas tomadas. Na ocasião, será pedida ajuda a outras instituições que podem ser multiplicadoras de ações preventivas, como a Firjan, que pode mobilizar empresários.

Confira todas as medidas:

. Uso das 1.600 escolas da rede estadual em campanhas educacionais para que pais, alunos, professores e funcionários combatam focos de dengue no entorno das unidades.

. A mesma campanha educacional será feita com os Detrans e com os taxistas, através do Ipem.

. A Secretaria de Esportes vai utilizar seus projetos em comunidades carentes para também fazer conscientização entre os participantes.

. Os funcionários da Cedae que visitam em média um total de 500 residências por dia no estado também serão capacitados para serem agentes de combate à dengue. Eles serão treinados para usar o biolarvicida.

. A Polícia Militar também vai combater focos de dengue, mas não foi detalhado de que forma.

. A Polícia Civil vai estar envolvida em campanhas educacionais nas delegacias.

. A Defensoria Pública vai dar orientações às pessoas que são atendidas pelos defensores.

. Envio de mensagem à Assembléia Legislativa obrigando comerciantes a venderem as tampas de caixas d´água de maneira avulsa, já que há muitas caixas sem tampa espalhadas principalmente em comunidades carentes.

. Envio de mensagem à Alerj determinando que donos de automóveis que são recuperados pela polícia terão até 90 dias para retirar os veículos, caso contrário os mesmos podem ser leiloados.

. A Emop vai fazer campanha para recolhimento de lixo nas comunidades que estão sendo alvos das obras do PAC.

. Os secretários de Saúde, Ambiente e Governo se reúnem com empresas municipais de coleta de lixo para que todo o lixo a céu aberto seja recolhido.

. Campanhas educacionais nas estações de trem, metrô, barcas e terminais rodoviários. Será solicitado à SuperVia que recolha o lixo espalhado ao longo da linha férrea.

Governo%20distribui%20kits%20da%20dengue%20para%20munic%C3%83%C2%ADpios.jpg

Alagoas

Governo de Alagoas reúne Comitê da Dengue

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realiza nesta quinta-feira (28/04), às 8h30, no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), no Santo Eduardo, a IV reunião do Comitê Estadual de Mobilização contra a dengue. O encontro irá reunir coordenadores dos comitês estaduais, além de técnicos da Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica e representantes de entidades que atuam no combate à doença.
Durante a reunião, serão traçadas novas estratégias para combater a doença, já que sete municípios alagoanos se encontram sem situação epidêmica, segundo o último boletim epidemiológico da Sesau. Ainda de acordo com os dados divulgados, nos quatro primeiros meses deste ano, em 92 dos 102 municípios, foram contabilizados 4.480 casos de dengue.

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau, Sandra Canuto, a reunião com os representantes do Comitê de Mobilização contra a Dengue servirá para montar ações integradas entre a Sesau e as Secretarias Municipais de Saúde. Ela ressaltou que, durante a reunião, serão discutidas as mobilizações que devem ser realizadas em parceria com diversas instituições do estado, com o objetivo de detectar e eliminar os criadouros do Aedes aegypti.

A doença

A superintendente de Vigilância em Saúde relembrou, ainda, que a dengue é uma doença febril aguda, causada por um vírus de evolução benigna e seu principal vetor é o mosquito Aedes aegypti. “Ele se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais e a doença é transmitida de pessoa para pessoa, representando um dos principais problemas de saúde pública no mundo”.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Mais 500 mil doentes devem necessitar de hospitalização e 20 mil podem morre em consequência da dengue.

Prevenção

A forma mais simples de prevenir a dengue é evitar o nascimento do mosquito. É preciso eliminar os lugares que eles escolhem para a reprodução e, por isso, se faz necessário não deixar a água limpa parada em qualquer tipo de recipiente.

Os principais sintomas da doença são: a febre aguda com duração de até sete dias, acompanhada de dor na cabeça, atrás dos olhos, nos músculos, nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo. Se a pessoa apresentar esses sintomas deve procurar a consulta médica e não ingerir, indiscriminadamente, remédios à base de ácido acetilsalicílico.

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Para mais informações acesse:
http://www.infectologia.org.br/publicoleigo/default.asp?site_Acao=&paginaId=14&mNoti_Acao=mostraNoticia&noticiaId=26289
http://oglobo.globo.com/rio/mat/2008/04/07/confira_as_novas_medidas_anunciadas_pelo_governo_para_combate_dengue-426721025.asp